A Homine Eventos em parceria com o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Educação (Seduc), promoveu nos dias 16 e 17 de dezembro de 2015, a IV Mostra da Educação Ambiental da Rede Estadual de Ensino.
A Secretaria de Educação do Estado do Ceará -SEDUC , realizou em parceria com a HOMINE Capacitação e Eventos nos dias 20, 21, 22 e 23 de dezembro de 2014, no Hotel Parque das Fontes, em Beberibe (CE), o II Encontro Estadual de Educadores da Reforma Agrária, através da Homine Eventos.
Em Uberaba/MG, a Homine realiza a aula inaugural do projeto Protejo - Proteção de Jovens em Território Vulnerável, Projeto do Ministério da Justiça desenvolvido em parceria com a Prefeitura Municipal de Uberaba. O projeto tem como objetivo a reinserção de jovens entre 15 e 24 anos, expostos a violência doméstica ou de rua, egressos do sistema de medidas socioeducativas ou egressos do sistema prisional, através de acompanhamento psicossocial e qualificação para o mundo do trabalho. Em Uberaba o projeto atende 75 jovens.
Dando continuidade ao Projeto Maria Marias, a Homine em parceria com a Secretaria de Justiça e Cidadania do Estado do Ceará, reinicia suas aulas. Nessa fase, as atividades de integração social – Teatro, Dança de Salão e Ginástica – são as atividades desenvolvidas com as internas do Instituto Penal Feminino Desembargadora Auri Moura Costa. O projeto Maria Marias propõe um conceito de ressocialização focado no trabalho, no empreendedorismo e no resgate da cidadania, dos valores sociais, culturais e religiosos, minimizando os efeitos do encarceramento e enaltecendo o potencial da mulher na sua condição de mãe, trabalhadora, empreendedora, educadora, administradora do lar, companheira e como cidadã de direito. Raio-X do Instituto Penal Feminino (IPF) - O presídio feminino tem hoje 707 internas. Para elas, são ofertadas oportunidades de capacitação profissional, educação e trabalho. Há duas fábricas instaladas, escola para jovens e adultos e diversos projetos que ensinam as internas uma atividade, possibilitando que elas saiam da unidade prisional com uma profissão e possam trilhar um caminho diferente do que as levou ao cárcere. O Instituto Penal Feminino Desembargadora Auri Moura Costa é o único presídio exclusivamente feminino do Estado. Em outubro, completa 41 anos, sendo 15 no atual prédio, que fica no Complexo Penitenciário em Itaitinga.

QUEM SOMOS

 

A Homine executa suas atividades, desde 2004, desenvolvendo Qualificação Profissional em diversas áreas de atuação. Somos uma instituição comprometida com a reversão do quadro de acentuada desigualdade social brasileira, para isso atuando em diversos programas sociais que, através da qualificação profissional e reinserção social, objetiva produzir transformações que levem a uma sociedade mais justa e igualitária.

 

Em 2007 passamos a atuar também na área de Eventos Governamentais e Corporativos. Planejamos, organizamos e realizalizamos eventos e ações que promovam o intercâmbio diversificado de conhecimentos e esperiências culturais, educacionais, profissionais e técnico-científicas, propagando, em múltiplos âmbitos, a inovação e o uso da tecnologia voltados ao desenvolvimento ecônomico-social das organizações, grupos e públicos atingidos.

 

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

  • 10828016_875133255841062_2193019896746952676_o
  • 10532537_875133239174397_6611330748531164660_n
  • 10285817_875132825841105_3466033231586685202_o
 
 
II ENCONTRO ESTADUAL DA EDUCAÇÃO DO CAMPO, INDÍGENA E QUILOMBOLA

A Homine Capacitação e Eventos, em parceria com a Secretaria de Educação do Estado do Ceará, realizou nos dias 08 e 09 de dezembro, no Hotel Oásis, o II Encontro Esatdual da Educação do Campo, Indígena e Quilombola. O evento promovei ampla discussão sobre políticas, culturas, identidades e gestão pedagógica para essas áreas, em diálogo com os movimentos sociais, instituições governamentais e não governamentais.

Estiveram presentes a vice governadora do Ceará, Isolda Cela, o Secretário de Educação, Maurício Holanda, a Secretária de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi/MEC), Macaé Evaristo e o Analista Pericial em Antropologia do Ministério Público Federal, Marco Paulo Schettino.

O evento reuniu cerca de 400 pessoas entre educadores das 63 escolas da rde pública estadual, secretários municipais de educação, repreentantes de entidades e movimentos sociais do campo, indígena e instituições relacionadas às referidas áreas.

 

  • Foto5393
  • Foto5376
  • DSC03022
  • DSC03021
  • DSC02983
PROJETO PROTEJO REALIZA CAMPANHA DE EDUCAÇÃO NO TRÂNSITO

Alunos do Protejo realizaram uma Campanha de Educação no Trânsito em Uberaba/MG. O principal objetivo da campanha educativa é instruir a sociedade a manter uma ação proativa de cordialidade no trânsito e com isso edificar a geração de um tráfego mais humano e menos violento.

A campanha, direcionada a motoristas e pedestres, aborda atitudes simples como não atravessar fora da faixa de pedestre, não beber antes de dirigir, não discutir no trânsito, respeitar o limite de velocidade e acima de tudo cativar o respeito, a paciência e a prudência, que podem tornar o dia a dia do tráfego urbano menos estressante e mais seguro.

Durante a campanha os alunos também prestaram uma homenagem as vítimas de acidentes de trânsito.

 

 

 

 

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
DIA MUNDIAL DA LUTA CONTRA A AIDS

A iniciativa foi da Prefeitura de Fortaleza/CE, em conjunto com a Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/AIDS (RPN). O evento, organizado pela Homine, contou com alguns setores da sociedade civil, que procuraram esclarecer a população sobre os riscos da doença, prevenção e procedimentos a seguir após receber o diagnóstico.

A principal ação na capitação aconteceu no Terminal de Ônibus do bairro Siqueira, onde a população teve acesso gratuito à exames de testagem rápida de HIV, distribuição de camisinhas, entrega de material informativo e tira-dúvidas. O prefeito de Fortaleza, Roberto Claudio, participou da atividade e comentou sobre as iniciativas necessárias para conter a doença, que atinge principalmente pessoas em situação de vulnerabilidade social. “É importante que haja sensibilidade dos poderes públicos no sentido de dar encaminhamentos. Um é, cada vez mais, socializar a informação. O outro é oferecer acolhimento e humanização no atendimento aos pacientes que já convivem com o vírus”, ressalta Roberto Claudio.